Friday, 5 August 2011

Acordo Ortográfico: o perfil de quem adere III

Continuando com mais exemplos (maus) de aderentes ao Acordo Ortográfico:

«"Quem anda à chuva molha-se", é certo que grande parte dos negócios que abrange a área da restauração, e não só, sempre que haja alguma margem de manobra, existe nem que seja um minimo de fuga ao fisco, não é nenhum caso de "esperteza rara" e não se verifica apenas no nosso país, não querendo de todo "nivelar por baixo" basicamente, é universal. Se é um risco?? Lógico que sim, e quem for apanhado a cometer a fuga aos impostos deverá pagar por isso, seja empresa ou particular.


Relativamente ao HACCP, bem felizmente que entrou em vigor, elevou os niveis de confiança dos consumidores nas suas deslocações aos restaurantes e afins, no entanto e para quem não sabe esta temática teve inicio na NASA, que em laboratório e ambiente controlado, tentou minimizar os riscos de contaminação dos produtos alimentares ingeridos pelos seus astronautas em pleno espaço, -ter darreia com gravidade zero não deve ser coisa bonita de se ver-. 
Adiante, então, a entidade portuguesa que fiscaliza as normas de HACCP é a ASAE, esta aplica as sanções ou coimas, coimas estas que estão em total desacordo com a realidade, pois uma pequena norma não cumprida pode ir de 5.000 a 25.000 euros, coisa pouca para os outros pagarem, pois a mim não me afeta o que os outros pagam e se não cumpriram paciência, lamento a sua incompetência, já que estamos num forum de automoveis, fazendo para mim uma base de comparação, será o mesmo que aplicar uma coima de 5.000 a 25.000 euros pela utilização do telemovel enquanto se conduz, pode haver alguns bons samaritanos que até possam concordar, eu pessoalmente não acho correto.
Atualmente Portugal será dos paises da União Europeia que oferece mais confiança aos consumidores na área da restauração (relembro um pequeno episódeo que tive recentemente em Amsterdão em que os barmans recebiam o dinheiro e seguidamente agarravam o gelo com as mãos e punham dentro do copo, reparei também como os copos eram lavados, isso em Portugal atualmente é impensável, felizmente), no entanto o pequeno comércio tem tendência a acabar, muito por via de todos os requisitos a cumprir, das obrigações e do pouco retorno que advém das mais de 10h diárias de trabalho, infelizmente para alguns, felizmente para outros a quem isso dá tanto geito
Quanto ao resto não vale a pena se chatearem muito uns com os outros e impôr certas obrigações destinadas a terceiros, afinal o mundo continua a girar e amanhã é outro dia.»

A verde, as palavras segundo o AO.
A laranja, erros que serão apenas gralhas.
A vermelho, erros de ortografia, alguns dos quais bastante "básicos".

Cada vez mais se confirma, que os mais interessados em aderir ao Acordo Ortográfico são aqueles que "efetivamente não sabeim excrever, tá beim?"
A rosa, segundo o AO de 2090.

No comments:

Post a comment